Dezembro Laranja

mês de conscientização do

Câncer de pele

O sol não tira férias

Criada em 2014, pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), a campanha Dezembro Laranja alerta sobre os altos índices do câncer de pele no país e a importância da conscientização e prevenção.

O câncer da pele responde por 33% de todos os diagnósticos desta doença no Brasil, sendo cerca de 185 mil novos casos a cada ano.*

*Fonte: Instituto Nacional de Câncer (Inca).

Fatores de risco

Exposição aos raios solares, especialmente durante a infância e adolescência, já que os raios ultravioleta têm efeito cumulativo na pele, bem como pessoas que trabalham sob exposição direta;

Exposição à radiação artificial (como câmaras de bronzeamento)

Pessoas de pele e olhos claros

Pessoas com histórico da doença na família ou com doenças cutâneas prévias

Assim como em outros tipos de câncer, o diagnóstico precoce possibilita melhores resultados em seu tratamento.

Sintomas

As áreas mais comuns para o surgimento de câncer de pele são as que ficam mais expostas ao sol, como o rosto, pescoço, orelhas e braços. Os sinais e sintomas incluem:

Manchas que coçam

Manchas que sangram

Manchas que descamam

Feridas que não cicatrizam em até quatro semanas

O melanoma, tipo mais agressivo, pode surgir em qualquer parte da pele e as pintas pretas são sinais de alerta. 

A regra do ABCDE pode ajudar a detectar lesões suspeitas:

A

Assimetria: um lado da pinta é diferente do outro

B

Bordas irregulares: contorno que não seja circular ou oval

C

Cores variadas: tons de marrom, preto, branco ou vermelho na mesma pinta

D

Diâmetro: maior que seis milímetros (área comparada à espessura de um lápis)

E

Evolução: alterações de uma pinta com o passar do tempo

Prevenção

A principal medida preventiva de qualquer tipo de câncer de pele é a proteção contra os raios do sol (ultravioleta).

Evitar a exposição solar entre 10h e 16h, procurar sempre locais com sombra e utilizar roupas que cubram a pele, sombrinhas e chapéus. 

Também é imprescindível o uso diário de protetor solar, mesmo em dias nublados, com fator de proteção a partir do número 30, devendo ser reaplicado na pele, e também nos lábios, sempre que houver transpiração ou contato com água, ou a cada duas horas.

Inovação no tratamento

Somos pioneiros na utilização da Terapia Fotodinâmica (TFD) para tratamento de câncer de pele em fase inicial. O Hospital participou do desenvolvimento dos protótipos em parceria com o Instituto de Física de São Carlos da Universidade de São Paulo, e disponibiliza o TFD para pacientes do Sistema Único de Saúde desde 2008, com ótimos resultados. 

Desde 2020, com a pandemia, a equipe do Departamento de Pele do HAC desenvolveu, em parceria com o Instituto de Física da Ufscar, um equipamento portátil que usa a mesma tecnologia da TFD, com a possibilidade da conclusão do tratamento em casa, já que o paciente pode levar consigo o dispositivo.

Programa de Prevenção do Melanoma

Desde 2007, o Hospital Amaral Carvalho mantém o programa de Prevenção do Melanoma que orienta a população da cidade e da região sobre esse e outros tipos de câncer de pele. 

Com posto fixo localizado na Rua Rui Barbosa, 374 – Jaú/SP, o serviço realiza avaliação da pele gratuitamente em pessoas com lesões suspeitas, que são encaminhadas para tratamento no próprio hospital se detectada a doença.